Finais e resultados do GWENT Challenger, primeiro torneio do card game

O primeiro campeonato oficial de GWENT: The Witcher Card Game teve suas finais transmitidas pelo Twitch da CD Projekt RED no dia 13 de maio de 2017. O torneio pelo prêmio de 100 mil dólares e o anel de campeão foi denominado GWENT Challenger.

As finais contaram com 4 jogadores da comunidade enfrentando 4 jogadores profissionais, oito ao todo, que lutaram entre si para avançar aos dois jogos das semifinais e, posteriormente, ao grande prêmio de 100 mil dólares da grande final.

Os vencedores das etapas qualificatórias da comunidade de jogadores de GWENT foram: Mikhail “Fion56” Yastrebov, Alexey “Oikumena” Raspopov, Alexander “ProNeo” Shpak e Barret “Vishra” Goss, que enfrentaram os jogadores profissionais Jeffrey “Trump” Shih, Adrian “Lifecoach” Koy, Peter “ppd” Dager e Kacem “Noxious” Khilaji.

Na seleção de jogadores profissionais estão alguns dos principais nomes do mundo dos card games, inclusive entre os principais campeões mundiais dos eSports na categoria.

Confira passo a passo toda a série de jogos das finais, com os 8 jogadores classificados para as fases de quartas de final, semifinais e a grande final do jogo!

Para você, leitor, que perdeu o evento ou não conseguiu acompanhar em inglês, abaixo dos vídeos do torneio encontrará um resumo de cada partida e a análise dos resultados, confira.

Assista às Quartas de Final e Semifinais (começa aos 27'20"):

Assista ao vídeo ao vivo de CD PROJEKT RED em www.twitch.tv

Assista à grande final do GWENT Challenger! (a final começa 01h20'10")

Assista ao vídeo ao vivo de CD PROJEKT RED em www.twitch.tv

Quartas de Final do GWENT Challenger

Você pode conferir AQUI todos os decks (baralhos) utilizados por cada jogador durante as finais do GWENT Challenger!

- Trump (USA) vs Fion56 (RUS)

Partida 1

A primeira partida trouxe o russo Fion56, jogador da comunidade com um deck de Monstros bastante resiliente, contra o pesado baralho de Skellige de Trump. A primeira etapa correu em um jogo bem equilibrado entre força bruta e estratégia, com os adversários se reconhecendo e testando no tabuleiro. A vitória ficou com Fion56, por muito pouco, mas sem muitas reviravoltas.

Partida 2

A segunda partida foi muito técnica, com Trump jogando de Scoia'tael e Fion56 com Nilfgaard trabalhando na vantagem de agentes secretos, tornando o jogo quase uma guerra fria, fora do tabuleiro. Infelizmente Trump cometeu alguns erros na primeira rodada e teve azar nas trocas, perdendo a vantagem do baralho para o deck de Nilfgaard, de Fion56. Com a segunda rodada em branco, a decisão ficou para a última, quando Trump finalmente conseguiu uma boa mão e levou o jogo a seu gosto até a vitória.

Partida 3

A terceira etapa trouxe Trump novamente com Skellige e Fion56 apostando mais uma vez em Nilfgaard. Trump começou no controle da partida, mas Fion56 protegeu e guardou suas cartas fortes para o final. Trump obliterou a mesa de Fion56 com uma carta Igni no fim do primeiro turno, passando o turno na sequência e obrigando Fion56 a fazer o mesmo para não se enfraquecer nas etapas decisivas. O segundo duelo foi apenas simbólico, com cartas especiais guardadas para o final. Trump teve o benefício de boas cartas na terceira rodada, começando o turno com muito poder de fogo. Com a poderosa Donar na mão e uma vantagem de mais de 60 pontos, Trump administrou o jogo até o último turno, quando Fion56 simplesmente virou o jogo com Warcry e venceu em absoluto com a habilidade principal de Nilfgaard.

Partida 4

O quatro confronto foi uma batalha entre decks dos Reinos do Norte. Como esperado, a partida começou com uma luta de Trebuchets Reforçados, sorteando danos aleatórios para ambos lados do tabuleiro. Mais uma vez Trump lançou mão de Igni para ganhar supremacia nas cartas de cerco, obliterando as cartas de Trebuchet Reforçado de Fion, ao mesmo tempo que equilibrou as forças de ataque e garantiu a supremacia na rodada até o fim. A segunda rodada foi igualmente importante, com um excelente combo de invocação de Fion, forçando o fim do turno para Trump e a decisão na ultima rodada. E foi aí que Trump mostrou toda sua experiência ao conservar cartas de qualidade até o final e levar a decisão ao quinto jogo com mais uma vitória.

Partida 5

Com dois rounds para cada finalista, a última rodada ficou por conta dos Reinos do Norte para a Rússia, contra o baralho de Skellige para os Estados Unidos. O americano Trump foi obrigado a segurar o ímpeto dos Trebuchets Reforçados do russo desde a primeira mão, abrindo mão de algumas das suas melhores cartas logo no início, bem como da habilidade especial do seu general, Crach an Craite, para vencer o round e se dar ao luxo de entregar o segundo para o adversário. Luxo que custou caro pela performance sólida e ataque implacável de Fion56, que levou o terceiro round e a primeira semifinal.

Conclusão

O russo Fion56, jogador da comunidade, avançou para a semifinal e ganhou os primeiros 10 mil dólares sobre o veterano jogador profissional Trump, dos Estados Unidos.

Profissionais e jogadores da comunidade começaram a se enfrentar no GWENT Challenger!

Profissionais e jogadores da comunidade começaram a se enfrentar no GWENT Challenger!

- Lifecoach (GER) vs Oikumena (RUS)

Partida 1

Dois matemáticos se confrontaram nesta etapa das quartas de final do GWENT Challenger, com a primeira batalha travada em equilíbrio ao menos nos decks, ambos do Reino do Norte. Mas já na primeira rodada Lifecoach colocou Oikumena no bolso com jogadas bem consistentes e ampla liderança. A segunda rodada foi muito rápida e processual, com Lifecoach deixando a decisão para Oikumena vencer às custas de um pequeno gasto de cartas, deixando a vantagem do baralho para Lifecoach no último round. O russo Oikumena guardou todo seu poder de Trebuchets e armas de cerco para a última rodada, colocando pressão em Lifecoach logo no início. Lifecoach respondeu com uma grande linha de infantaria, com pouco poder por unidade, mas uma grande quantidade de cartas, sob o risco dos ataques constantes das armas de cerco do russo. Mas Lifecoach estava preparado e lançou mão de excelentes combos e MUITA SORTE ao proteger suas cartas principais dos ataques pesados e contínuos de Oikumena, vencendo a primeira rodada.

Partida 2

O próximo jogo começa com preocupação para o jogador da comunidade, que precisa colocar pressão sobre o profissional Lifecoach. Oikumena avança com o deck dos Reinos do Norte mais uma vez, enquanto Lifecoach migra para Skellige. O primeiro round da segunda etapa foi uma guerra mental, com o alemão tentando resistir ao ataque continuo de Oikumena, sem abrir mão das suas melhores cartas e fazendo um bom trabalho ao garantir o round para si. Mostrando um conhecimento absoluto da partida e prevendo a mão do adversário, Lifecoach foi espetacular ao aproveitar as melhores habilidades das suas melhores cartas e garantir a partida já no segundo round, confirmando sua segunda vitória, sem chances para Oikumena.

Partida 3

A terceira rodada do confronto colocou toda a pressão sobre o jogador da comunidade. Oikumena precisava vencer duas consecutivas para se manter na competição, chegando a um empate. O russo insistiu no baralho dos Reinos do Norte mais uma vez, agora contra o poderoso e imprevisível baralho de Monstros de Lifecoach. Com muitos combos e muito poder em mãos, o profissional alemão escalou a força das suas cartas de monstro logo na primeira rodada contra Oikumena e ganhou turno após turno, deixando na mesa uma Ekimora com poder 16 que resistiu até a terceira batalha. A estratégia deu à Lifecoach a vantagem de obrigar o adversário a investir forte para vence o duelo dois, sem esforço algum para Lifecoach, que iniciou o terceiro combate com sua Ekimora ainda na mesa e cartas de peso na mão, facilitando muito um jogo que parecia ganho. Porém Oikumena não chegou às finais por acaso e tirou da manga um último turno cheio de combos, levando a vitória sobre o baralho de monstros numa impressionante virada.

Partida 4

Isso nos leva à quarta rodada do combate entre os jogadores, com Oikumena ainda precisando de mais duas vitórias certas para avançar na competição. Lifecoach manteve seu baralho de Monstros, enquanto Oikumena finalmente abriu mão dos Reinos do Norte, migrando para Skellige. A terceira rodada começou, novamente, como um jogo psicológico altamente estratégico. O primeiro turno foi bastante longo com ambos jogadores guardando suas melhores cartas para o futuro e declinando da vitória com um empate fina de 29 a 29. O segundo turno seria decisivo, com combos poderosos e uma interminável troca de habilidades entre as cartas. Lifecoach investiu em baixar todas as cartas com efeito de multiplicação, ampliando muito sua vantagem em pontos desde o início da rodada, criando uma pontuação impossível de superar por Oikumena.

Conclusão

Assim terminou o segundo confronto, com o alemão Lifecoach vencendo o jogador da comunidade Oikumena por 3x1, utilizando todo seu conhecimento das mecânicas do jogo. Uma apresentação impressionante, que levou o profissional às semifinais com 10 mil dólares no bolso.

Lifacoach estava absolutamente concentrado e implacável no duelo contra Oikumena no GWENT Challenger.

Lifacoach estava absolutamente concentrado e implacável no duelo contra Oikumena no GWENT Challenger.

- Noxious (CAN) vs ProNeo (UKR)

O terceiro confronto das quartas de final trouxe Noxious para a mesa. O jogador profissional participou dos testas alpha de GWENT e foi apontado como um forte candidato por isso. Porém, antes do jogo Noxious afirmou que o card game mudou tanto ao longo do tempo que a vitória estava totalmente aberta para qualquer jogador.

Partida 1

Para a primeira rodada o jogador da comunidade, ProNeo, sacou do bolso o baralho de Monstros, enquanto Noxious apostou no misterioso Scoia'tael. Apesar do rápido rally que ProNeo tentou imprimir ao jogo com as habilidades do baralho de Monstros, Noxious conseguiu suprimir a maioria das cartas do adversário com muito dano e criar um tabuleiro estruturado e equilibrado com os Scoia'tael, mantendo a supremacia no round até terminar com todas as cartas do adversário. Porém, em sua última jogada, ProNeo virou o jogo usando a habilidade do general e surpreendeu Noxious com uma impressionante vitória. O segundo round foi extremamente rápido e ProNeo garantiu a vitória do primeiro combate imediatamente, utilizando apenas as cartas recebidas na mão do segundo turno. Quanta sorte e habilidade!

Partida 2

O jogo dois trouxe ProNeo num deck de Skellige, enquanto Noxious manteve sua estratégia nos Scoia'tael. O profissional iniciou o turno em estratégia defensiva, negando todas as tentativas de ProNeo baixar suas cartas e combos mais fortes, ao mesmo tempo baixando um rally de força com muitas cartas rápidas dos Scoia'tael, impondo alguma supremacia. Mas ProNeo surpreendeu novamente com um combo e venceu a rodada, porém às custas de muitas cartas importantes. Este déficit obrigou ProNeo a praticamente entregar a segunda rodada ao adversário. Apesar do equilíbrio da terceira rodada e de alguma sorte nas cartas por parte de ProNeo, o adversário Noxious chegou com uma mão melhor preparada e levou o jogo, empatando a disputa geral em 1 x 1.

Partida 3

A terceira disputa da série trouxe o ucraniano ProNeo novamente com Skellige, enquanto Noxious migrou para o deck dos Reinos do Norte. No início da rodada Noxious foi supremo e colocou uma diferença de quase trinta pontos entre ele e o adversário. E, por um erro de cálculo de ProNeo, o jogador perdeu a vantagem em cartas e o primeiro turno, deixando tudo mais fácil para o adversário canadense. E este erro acabou por custar a rodada para o jogador da comunidade, que viu Noxious abrir vantagem na competição pela primeira vez.

Partida 4

Com 2x1 na disputa, colocando Noxious à beira da vitória nas quartas de final, ambos jogadores abriram a quarta partida com baralhos de Skellige e muita pressão pela vitória. Um longo e espetacular rally na primeira etapa da disputa trouxe muita emoção com troca de habilidades semelhantes dos dois decks, mas Noxious jogou com perfeição e dominou a primeira parte da partida, deixando ProNeo em maus lençóis. O round dois foi marcado por uma curta troca de ataques, até a passagem para a última etapa. E com uma jogada de pura sorte de ProNeo, o ucraniano conseguiu empatar a série vencendo o último turno da disputa quatro, certamente no golpe mais assustadoramente sortudo das finais até aqui!

Partida 5

O jogo cinco chegou para decidir quem sairia da competição e quem levaria os 10 mil dólares no bolso para a próxima etapa. ProNeo voltou ao baralho dos Reinos do Norte, enquanto Noxious optou por Skellige. Uma sequência certeira do ucraniano colocou uma diferença de quase 40 pontos sobre Noxious, obrigando-o a abrir mão do primeiro round para tentar melhor sorte no segundo. Com algumas escolhas ruins, ProNeo acabou entregando o segundo round para o adversário, que iniciou a terceira etapa com quatro cartas na mão, enquanto ele mesmo pode levar apenas duas. Com isso, a vantagem de Noxious o levou a um terceiro round ganho.

Conclusão

Noxious foi o segundo jogador profissional a passar para a semi-final com uma vitória suada sobre o jogador da comunidade, ProNeo, que ofereceu muita resistência e algumas das melhores do GWENT Challenger.

Duelo entre Noxious e ProNeo foi suado e aflitivo até para os espectadores!

Duelo entre Noxious e ProNeo foi suado e aflitivo até para os espectadores!

- ppd (USA) vs Vishra (USA)

A quarto e última rodada das quartas de final trouxe para a mesa dois competidores ácidos, que trocaram farpas na entrevista antes do jogo. O jogador profissional ppd enfrenta o adversário Vishra, que chegou à finais vencendo consecutivas partidas no torneio popular.

Partida 1

Vishra abriu o jogo utilizando até os últimos segundos para baixar sua primeira carta, no que não se sabe se foi uma provocação ao adversário ou produto da concentração do jogador da comunidade. Ambos jogaram com decks dos Reinos do Norte, fazendo da primeira disputa um excelente momento para avaliar e testar o adversário. Inicialmente o jogo focou numa grande troca de ataques com Trebuchets Reforçados e outras armas de cerco fazendo o trabalho pesado, incluindo uma superpoderosa torre de cerco. Com duas cartas a menos do que ppd e onze pontos a menos no placar, Vishra foi obrigado a decidir entre entregar o round ou gastar ainda mais para levar a primeira vitória. E foi isso o que ele fez, vencendo e ficando dependente da mão conquistada na segunda rodada para ter alguma chance. Rodada esta que foi imediatamente entregue ao adversário para que a decisão prosseguisse para a última mão, com mais uma carta adicional para cada jogador. Foi no último round que ppd se aproveitou de algumas decisões erradas do adversário para vencer a primeira partida com tranquilidade.

Partida 2

A segunda partida trouxe novamente ambos jogadores com o mesmo baralho, desta vez utilizando a facção Scoia'tael. O primeiro combate foi aberto com Vishra abusando dos combos e colocando muita pressão sobre ppd, que respondeu com poucas cartas, porém muito bem colocadas no tabuleiro. Apesar disso, Vishra conseguiu vencer a primeira etapa com força bruta. A segunda mão foi rápida como de costume, com Vishra abrindo mão do turno por acreditar que traria cartas melhores para a última mão do confronto. Em uma troca de cartas de muita habilidade, o veterano ppd se saiu melhor mais uma vez e levou a competição para o 2x0.

Partida 3

A terceira partida colocou toda a pressão sobre o jogador da comunidade Vishra. O duelo entre os americanos estava na mão de ppd, jogador profissional, que poderia concluir a disputa neste jogo. Vishra escolheu o baralho de monstros, enquanto ppd avançou com Skellige, iniciando com uma mão cheia de criaturas. Um turno lento e cheio de estratégia, no qual Vishra não poderia errar ou correria grande risco de deixar o torneio, vencido pelo experiente ppd. Com a vantagem, o profissional deixou o segundo turno para o adversário, fazendo com que Vishra fosse obrigado a desistir de algumas boas cartas para se manter vivo. No terceiro turno Vishra iniciou com um grande ataque, abrindo uma diferença de 50 pontos para ppd. Apesar de uma boa troca de ataques, Vishra se manteve na liderança até o final e viveu para lutar mais uma vez.

Partida 4

A quarta partida ainda colocava todo o peso sobre Vishra, porém, desta vez vindo de uma vitória inteligente sobre ppd. O primeiro voltou aos Reinos do Norte em busca de equilíbrio para se manter no páreo, enquanto ppd apelou para Skellige novamente. A partida começou com o domínio de ppd, que logo arrebatou a primeira rodada, mas Vishra não deixou barato e foi em busca da segunda. Foi então que a terceira chegou para finalizar a série com um ataque final de ppd sobre o adversário, levando a etapa do torneio e os 10 mil dólares de premiação das quartas de final.

Conclusão

O veterano ppd é um dos jogadores mais conceituados do mundo dos card games e não deixou de provar isso contra Vishra, que ficou pelo caminho no placar de 3x1.

Conclusão das Quartas de Final

O anel de campeão do GWENT Challenger!

O anel de campeão do GWENT Challenger!

Assim estão concluídas as quartas de final do GWENT Challenger com vitórias de Fion56, Lifecoach, Noxious e ppd, sendo Fion56 o único jogador da comunidade a avançar para as semifinais.

Na próxima etapa teremos as duas duplas formadas por Fion56 x Lifecoach e, na outra chave, Noxious x ppd.

Os vencedores lutarão entre si na final, pelo prêmio de US$ 100.000 e pelo anel de campeão do GWENT Challenger.

Semifinais do GWENT Challenger

- Fion56 (RUS) vs Lifecoach (GER)

O único jogador da comunidade a seguir para as semifinais do primeiro campeonato de GWENT enfrenta agora o que pode vir a ser o maior desafio da competição, o matemático alemão Lifecoach, um dos maiores jogadores de poker e card games do mundo.

Partida 1

Lifecoach e Fion56 partiram com tudo para o primeiro jogo da semifinal com seus decks da facção Scoia'tael. Já na primeira mão o profissional Lifecoach aproveitou as habilidades das suas criaturas para arrebatar a primeira vitória parcial sobre o adversário russo. Algo que não se repetiu na segunda etapa da partida, onde Fion56 conseguiu manter o jogo vivo e empatou o placar. O terceiro momento foi de muita concentração e jogadas lentas, com Lifecoach meditando bastante sobre suas possibilidades e Fion56 tentando garantir suas melhores cartas para os turnos finais. Com mais cartas na mão, o alemão poderia ter arrebatado o jogo rapidamente, mas algumas repetições e negações de Fion56 o impediram de iniciar um rally. Mesmo assim, construindo um combo consistente e com domínio total sobre as mecânicas do tabuleiro, Lifecoach venceu o terceiro confronto da rodada e arrebatou a vitória com certa facilidade.

Partida 2

A segunda partida começou com outra batalha interessante entre o baralho dos Reinos do Norte, para Lifecoach e um deck Scoia'tael nas mãos de Fion56. Novamente, numa batalha equilibrada sobre criaturas no tabuleiro, os adversários iniciaram a mão medindo forças com suas cartas mais baixas na linha de frente. O momento de virada foi claro, quando Lifecoach baixou, em um único combo e numa única rodada, uma sequência de cartas que lhe renderam quase 50 pontos e a desistência imediata da rodada pelo adversário. E foi com esta pressão que Fion56 assistiu ao início da segunda etapa, tendo apenas a vantagem do número maior de cartas na mão como beneficio para o resto da partida. Ambos jogadores se aproveitaram do fato, Fion56 equilibrando a partida com a vitória no segundo round, ao mesmo tempo que abandonava algumas boas cartas para a etapa final. Foi assim que o terceiro combate se deu, cada um com 8 cartas na mão e muitos combos nas mangas. A concentração de ambos competidores era visível e erros não podiam fazer parte desta partida. Lifecoach começou novamente com um rally de criaturas, enquanto Fion56 montou alguns combos com trocas de cartas, mas que culminou em mais uma vitória para o experiente profissional.

Partida 3

A terceira e decisiva etapa começou com Lifecoach apostando no baralho de Skellige enquanto Fion56 partiu para Nilfgaard, facção que foi decisiva para sua ida às semifinais. O alemão começou em clara vantagem, muito concentrado e com uma estrutura de cartas excelente no tabuleiro. Mesmo assim o adversário russo não ficou muito atras utilizando bem as cartas de espiões, preparando-se para o combo que acabou lhe dando a primeira vitória na rodada. À partir daí o jogo e tornou-se mais lento, demandando muita estratégia de ambos. Lifecoach garantiu a segunda rodada sem muito segredo, com ambos jogadores guardando seu melhor para a rodada final. Nos últimos três turnos da última etapa, Lifecoach estava mais de 60 pontos à frente do adversário e as cartas da mão de Fion56 não foram suficientes para vencer a partida.

Conclusão

Lifecoach mostrou o quão concentrado esteve durante toda a semifinal e avançou para a grande final, pela chance de ganhar o prêmio máximo de 100.000 dólares e o anel de campeão do primeiro torneio oficial de GWENT: The Witcher Card Game. A saída de Fion56 marcou a última participação dos jogados da comunidade nas justas, mostrando o quanto o russo foi combativo e resiliente para permanecer entre os grandes profissionais e avançar até as semifinais.

Lifecoach foi implacável contra Fion56, último jogador da comunidade a abandonar o torneio.

Lifecoach foi implacável contra Fion56, último jogador da comunidade a abandonar o torneio.

- Noxious (CAN) vs ppd (USA)

Partida 1

O primeiro confronte entre profissionais aconteceu nas semifinais com Noxious versus ppd, sendo o primeiro jogo entre baralhos da facção Monstros. Muitas cartas na mesa e monstros ganhando poder continuamente foram uma constante na primeira mão dos jogadores. Os decks apresentavam estruturas muito semelhantes, o que dava ainda mais peso à estratégia e sorte de cada competidor. Combos com Aracnas foram a base da primeira etapa, com Noxious vencendo por 109 a 75 pontos. A segunda não ficou atrás em termos de competitividade, mas ppd conseguiu virar o jogo com um último combo e garantir a continuidade da etapa. A partida terminou inesperadamente com a desistência de ambos jogadores, o que significou o recomeço do combate com o primeiro Draw do campeonato.

Partida 1 - Reinicio

Na "segunda Partida 1", ppd e Noxious voltaram à mesa novamente, ambos portando baralhos de Monstros. A estratégia começou mais defensiva, com ambos jogadores apostando em um grande número de unidades de cerco, todas de alto poder. Guerreiros Vran superpoderosos, Aracnas e Nekkers multiplicados bastaram para escalonar rapidamente para uma questão de força bruta no tabuleiro, com ambos jogadores guardando suas cartas mais decisivas para o final. Os poderes das cartas subiram rápido, terminando em incríveis 126 a 150 pontos, com vitória parcial de Noxious. Com apenas três cartas para cada lado, ficou claro que a segunda mão do jogo seria mais tímida, dependente da estratégia e da sorte dos jogadores. Noxious conseguiu uma grande jogada eliminando um Guerreiro Vran que ppd levaria para a terceira rodada, deixando tudo mais equilibrado. Depois de duas rodadas intensas, o terceiro turno foi rápido, com vitória impressionante de Noxious baixando uma mão excelente.

Partida 2

A segunda partida trouxe ppd com a facção Skellige e Noxious jogando com os Scoia'tael. O primeiro combate foi bastante longo e marcado por boas jogadas e combos de Noxious. Mesmo assim, faltando poucos turnos para seu final o placar estava totalmente empatado e a partida aberta. Foi quando um combo espetacular de Noxious abriu uma vantagem excelente para ppd, que não teve outra opção a não ser passar o turno imediatamente. A segunda etapa começou com uma grande jogada de ppd abrindo 40 pontos em relação ao adversário, que tinha a vantagem da vitória na mão anterior. Vantagem da qual tirou proveito, passando a jogada com um placar de 55 x 5 para ppd, abrindo o terceiro combate. E este se deu com uma abertura sensacional de ppd, com 53 pontos na primeira mão, passando a jogada para a finalização de Noxious. E o canadense aproveitou para fazer uma sequência sensacional e vencer novamente a segunda partida.

Partida 3

Agora, ppd tinha a obrigação de vencer três para ter chances de avançar à final. Para isso ele apostou no baralho de Skellige, enquanto Noxius partiu para os Reinos do Norte. A primeira etapa foi rápida e intensa, com uma grande sequência de trocas de danos no tabuleiro. A vitória da etapa ficou com Noxious, que estruturou bem seu ataque com Trebuchets Reforçados e deixou o adversário sem alternativa. A segunda mão poderia significar o fim para ppd, que precisava ganhar a qualquer custo. E foi o que ele fez, seguido de um terceiro turno rápido e certeiro, onde ppd também também garantiu uma vitória sensacional, virando o jogo na última carta.

Partida 4

Nem é preciso reforçar que a pressão estava toda sobre ppd. Porém desta vez o americano vinha da primeira vitória, garantindo o placar de 2x1 e a continuidade na campanha. Ambos jogadores apostaram em decks da facção Reinos do Norte. Mais uma vez a guerra de armas de cerco abriu a partida, com Trebuchets Reforçados construindo a base do tabuleiro. Com uma jogada bem estruturada e um combo espetacular, Noxious abriu 23 pontos para o adversário e passou a jogada, deixando o resultado nas mãos do ppd, que passou igualmente, optando pela derrota parcial. A estratégia foi decisiva na segunda etapa da partida, quando um erro de ppd colocou em risco sua continuação no campeonato. Apesar de ter ganho o segmento, ppd jogou fora uma carta para tentar passar Noxious em pontos, sem sucesso, sendo obrigado a gastar uma carta extra para vencer. Mas, mesmo assim, ppd conseguiu. Por muito pouco, mas numa apresentação invejável, o americano venceu Noxious e avançou para a próxima partida.

Partida 5

A última e derradeira partida foi o palco do crescimento de ppd, que chegou a ficar atrás de Noxious por 2x0 no placar geral e conquistou duas vitórias em sequência, deixando tudo igual em 2x2. Para o último combate ppd avançou com o deck de Monstros enquanto Noxious recorreu aos Reinos do Norte mais uma vez. A primeira mão foi muito interessante, com um jogo clássico de Monstros contra armas de cerco. Os Trebuchets Reforçados de Noxious fizeram buracos nas defesas de ppd, porém uma carta de clima foi capaz de virar o jogo para, logo depois, Noxious realizar um combo espetacular e vencer o primeiro turno, obrigando ppd a desistir com um placar muito menor. A segunda etapa foi bastante decisiva, mais uma vez, com ppd iniciando o turno com 28 pontos de dianteira sobre o adversário, se aproveitando da habilidade de seu deck Monstro de manter cartas na mesa entre os turnos. Mesmo assim, o canadense Noxious conseguiu abrir liderança e passar o turno, deixando a decisão de continuar nas mãos de ppd, que precisou gastar muitas cartas para não abandonar suas chances. E a jogada final foi espetacular! Com uma troca imprevista de combos e boas cartas vindas para as mãos de ambos jogadores, Noxious conseguiu a vitória por apenas 41 x 40 sobre o combativo ppd, na última cartada do jogo!

Conclusão

Assim Noxious eliminou ppd em um combate épico, partindo para a final contra Lifecoach pelo prêmio máximo de 100.000 dólares e o anel de campeão do primeiro torneio oficial de GWENT: The Witcher Card Game!

Noxious teve que mostrar toda sua habilidade contra o combativo ppd, mas venceu.

Noxious teve que mostrar toda sua habilidade contra o combativo ppd, mas venceu.

Conclusão final sobre as Semifinais

Depois de dois combates muito intensos entre os quatro semifinalistas, agora está na hora de saber quem será o vencedor entre Noxious e Lifecoach. É muito difícil apontar um favorito em um campeonato tão qualificado, mas o alemão Lifecoach parece muito concentrado e preciso nos jogos dos quais participou até aqui. Diria que o favoritismo está com ele, contra o insistente Noxious, que suou um pouco mais para passar pelas semifinais.

É hora da final do GWENT Challenger!

Partida 1

Para iniciar os trabalhos, Lifecoach escolheu o baralho dos Reinos do Norte, enquanto Noxious optou pela facção Scoia'tael. Com um combo de proteção em suas unidades de cerco, incluindo uma Torre de Cerco fortíssima, Lifecoach parecia ter colocado Noxious em maus lençóis. E foi exatamente o que aconteceu quando, apesar das tentativas de diminuir o poder das cartas de Lifecoach, o adversário acabou perdendo com uma estratégia extrema do alemão, que ampliou muito o placar e levou a vitória parcial. Na segunda rodada Lifecoach tirou boa sorte na mão e avançou com cautela, cercando Noxious e o deixando sem opção em um golpe que misturou estratégia e sorte, vencendo o jogo sem a necessidade de uma terceira etapa.

Partida 2

Mesmo depois da derrota na primeira etapa, Noxious optou por seguir com a facção Scoia'tael, enquanto Lifecoach trocou seu deck para Skellige. O jogo começou como esperado, extremamente lento, com ambos jogadores muito concentrados. Lifecoach realizou alguns movimentos ousados, aparentemente comprometido em vencer o primeiro combate. E foi extremamente acirrado até o fim, com excelentes estratégias de ambos jogadores e uma incrível troca de pontos, com equilíbrio até o final. Foi quando ambos ficaram sem cartas e Noxious venceu por muito pouco. Na segunda fase, Noxious, com a vantagem, deixou Lifecoach baixar uma carta e passou o turno para começar o próximo com vantagem numérica. O terceiro turno trouxe a decisão do jogo com uma jogada de muita sorte e habilidade de Noxious, que aproveitou a vantagem e venceu a partida no último ato.

Partida 3

A terceira partida trouxe ambos jogadores com a facção Skellige e a vontade de desempatar a série. Um jogo pegado, com ambos jogando com mais cautela, mas aproveitando cada uma das habilidades das cartas para bloquear o avanço do outro. Uma boa jogada com Warcry de Lifecoach deixou o adversário com problemas para superar o placar de 66 x 32, optando por entregar o round. Exatamente o mesmo aconteceu na segunda rodada, porém desta vez foi Noxious quem conseguiu garantir a vantagem e obrigou Lifecoach a desistir, levando o jogo para o terceiro round, que terminou rápido, com mais uma vitória de Lifecoach.

Partida 4

Apenas mais uma vitória separava Lifecoach do campeonato. O alemão optou por um baralho de Monstros, enquanto o canadense apostou nos Reinos do Norte. A primeira etapa foi muito disputada, com o placar acirrado até muito perto do fim, quando Noxious conseguiu colocar Lifecoach em uma posição muito ruim, sem cartas, enquanto seu adversário possuía ainda três em sua mão. Mas, por incrível que pareça, com uma jogada espetacular com as habilidades do general, Lifecoach conseguiu garantir a vitória da primeira etapa por um único ponto. A segunda batalha começou com Noxious em larga vantagem de cartas na mão, com isso o canadense venceu o turno. A terceira etapa foi de pura sorte e, no final, as cartas de Noxious se mostraram melhores, levando o campeonato ao empate por 2x2 e à próxima partida.

Partida 5 - Final

A derradeira partida decidiria o destino do GWENT Challenger 2017, agora com placar 2x2. Lifecoach apostou mais uma vez no deck de Monstros enquanto Noxious partiu para a facção Skellige. Já no primeiro turno a competição parecia acirrada, mas uma jogada espetacular de Noxious obliterou as cartas de Lifecoach do tabuleiro, abrindo uma diferença de 61 x 25 para o canadense e obrigando o alemão a desistir da jogada. Na segunda etapa Noxious tinha tudo para vencer e levar o torneio ao fim, mas preferiu partir para a jogada segura e passar a vez, deixando Lifecoach levar a etapa estrategicamente. Na terceira mão o jogo estava totalmente aberto. O terceiro round seria a decisão final. Lifecoach abriu o placar e garantiu 47 pontos de vantagem no primeiro turno, ampliando muito a força de suas cartas. Com mãos bastante diversificadas, Lifecoach apostou no escalonamento de força das criaturas, enquanto Noxious preferiu a estratégia de negar o avanço inimigo. Porém a diferença foi demais para o canadense e Lifecoach venceu por 109 x 103, numa final incrível que dependeu do último combo da última carta para chegar à confirmação!

Lifecoach foi o grande vencedor do GWENT Challenger numa demonstração incrível do alemão!

Lifecoach foi o grande vencedor do GWENT Challenger numa demonstração incrível do alemão!

Conclusão do GWENT Challenger e análise

Lifecoach é o campeão do GWENT Challenger 2017, o primeiro torneio oficial do card game da CD Project RED!

Os jogos tiveram muita qualidade e os competidores da comunidade fizeram por merecer a chegada às semifinais. Apesar de ainda estar em fase Beta, ao menos a este torneio de alto nível o GWENT respondeu com excelente equilíbrio e qualidade, mostrando todo o poder e resultado da aposta da polonesa CD Projekt RED no mundo dos eSports.

Você pode conferir AQUI todos os decks (baralhos) utilizados por cada jogador durante as finais do GWENT Challenger!

Assista à análise de Lifecoach sobre a final:
Assista ao vídeo ao vivo de Lifecoach1981 em www.twitch.tv

css.php